Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031


Pesquisar

 


IndieLisboa 2017: "António Um Dois Três"

por Roni Nunes, Domingo, 14.05.17

Artigo originalmente postado em SAPO MAG (https://mag.sapo.pt/cinema/atualidade-cinema/artigos/diario-do-indielisboa-fade-into-nothing-e-outros-destaques?artigo-completo=sim)

 

 

Três momentos complexos

 

Nem sempre é claro o que é fantasia e o que é realidade em “António Um Dois Três”, de Leonardo Mouramateus. E o espectador, cabe dizer, não terá vida fácil ao lidar com os três diferentes momentos desta história. Ao conectá-los, dificilmente o poderá fazer baseado num prosaico sentido de lógica protocolar de causa-e-efeito hollywoodiano (ou não se estivesse no IndieLisboa).

 

O protagonista (vivido por Mauro Soares) é identificado com o Sonhador, por sua vez personagem principal de “Noites Brancas”, obra de Dostoievsky que inspira muito livremente o filme. Ele é expulso de casa após o pai receber uma carta a informar que não frequenta a universidade há um ano. Vários episódios sucedem-se: encontra a ex-namorada, conhece uma estudante brasileira, vai viver nas traseiras de um teatro. Mas estes são apenas elementos da primeira história…

 

Uma coprodução luso-brasileira no mais amplo sentido do termo (produção, elenco, enredo), o filme traz Lisboa como personagem, captada através do olhar estrangeiro e com aquilo que o fascina – as ruelas, escadarias, cafés, elétricos e as suas luzes vistas do outro lado.

 

A narrativa é complexa e há mais – os diálogos teatrais e um contínuo pensar da arte de contar histórias e seus artifícios – misturando-se aqui ali as convenções do teatro, do cinema, da literatura, que faz pensar sobre os seus artifícios.

 

Mouramateus tem apenas 26 anos, mas já vai com cinco curtas-metragens com participações e prémios em Locarno, Rotterdão, DocLisboa e outros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Roni Nunes às 16:50

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Comentários recentes

  • Cleber Nunes

    Sem dúvida é um filme que me despertou interesse ...



Posts mais comentados




subscrever feeds