Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Maio 2018

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Pesquisar

 


IndieLIsboa 2018: Baronesa

por Roni Nunes, Segunda-feira, 14.05.18

Artigo originalmente postado no Sapo.

Por Roni Nunes

 

Diário do IndieLisboa: um retrato da favela no feminino

 

A favela é um assunto recorrente no cinema brasileiro, mas raramente sob um olhar feminino e direcionado para as vidas das mulheres num ambiente frequentemente hostil. "Baronesa" é um trabalho da assistente de realização de "Arábia", um dos filmes de autor produzidos no Brasil de maior "hype" do ano passado, Juliana Antunes.

 

Perfeitamente instalado na categoria de "docudrama", o filme acompanha um grupo de mulheres num bairro de Belo Horizonte, cidade com mais de dois milhões de habitantes do Estado de Minas Gerais. Tipicamente, foram muitos meses a viver no local e a conhecer as suas futuras protagonistas – Andreia (Andreia Pereira de Sousa) e Leid (Leidiane Ferreira).

 

O retrato revela um mundo reconhecível, mas não visto noutros projetos: as suas "personagens" espelham o drama de quem espera, de quem cuida da casa e dos filhos enquanto os maridos estão na prisão ou foram mortos em algum confronto de gangues. Juliana Antunes apostou na ideia de um equilíbrio entre a dureza do que filme mostra sem mascarar a presença do álcool, das drogas e dos abusos sexuais, e o lado humano destas pessoas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Roni Nunes às 00:07


Comentários recentes

  • Cleber Nunes

    Sem dúvida é um filme que me despertou interesse ...



Posts mais comentados